Santoíche

Que santo o quê, o negócio é dos deuses!

43

22 fevereiro, 2013 por Talita Braga

Tag Lanches, , , , , , , ,

Gente, há tempos ouço falar no bendito Santoíche. Confesso que não dava muita bola até o dia em que vi algumas comparações dele com o hambúrguer lá do andar de cima do Mercado Palhano (pra bom entendedor) rolando no face. Aí você para e pensa: ah, colega… Você não tá confundindo o lugar? Como é que vai ter um hambúrguer tão saboroso assim em um lugar despretensioso com nome abençoado?

santoiche

É aí que deve estar o segredo! Decidi checar com meu próprio paladar. Pedi logo um combo com Cheese Salada (hambúrguer, duplo cheddar, picles, tomate, alface e maionese), batata frita e Coca-Cola por NOVE E NOVENTA. Pasmem! Esperei quinze minutos ansiosamente e lá veio o santo.

Santoíche (3)

Começando pelo pão: bem redondo com uma fina casca brilhosa e moreninha , massa leve e fofa – nunca comi igual -; hambúrguer: extremamente saboroso, suculento e faz jus à propaganda “pura carne bovina grelhada na brasa”. Destaque – não tanto pelo sabor – para o molhinho servido com o lanche.

Santoíche (1)

Perguntei ao funcionário quais eram os ingredientes – piro em molhos – e ele disse ser um dos segredos da casa. Pelo que notei, era feito de maionese pronta e cheiro verde bem picadinho, coisa simples, mas combinou perfeitamente com o pedido.

Pronto, virou meu hambúrguer do coração e ainda quero conversar com o criador, saber da história do lugar – que existe desde outubro de 2010 – e de suas inspirações <3.

Meu pedido saiu por R$9,90, mas quem quiser gastar menos tem lanche a partir de R$4,90 (increible). Os burgers, hambúrguer grelhado com 135 gramas de pura carne bovina, variam de R$5,90 à R$9,90. Ainda tem opções com frango e os dogs.

O local conta com estacionamento do shopping, serviço de garçom e preparam para viagem.

Santoíche

Shopping Quintino, Londrina

Segunda à Sábado das 11h30 às 21h

(43) 3027-3115

Aceita Master e Visa

*as informações, promoções e preços descritos são válidos para a data das postagens e estão sujeitos a alterações*

Talita Braga

Facebook | Instagram
  • Renata Cabrera 22 fevereiro, 2013 at 4:56 pm

    Legal Talita!! Pô, não conhecia este lugar, cara. Fiquei com vontade de pedir um santo ainda hoje; quem sabe? rsrsrs E viu, tem alguma opção, tipo, MAGRA? (aquelas!) rsrs Valeu, beijão.

    • baixagastronomialondrina 22 fevereiro, 2013 at 5:22 pm

      Olá, Renata! Ir no Santo e pedir uma versão light é sacanagem..hahah. Você pode comer salada o dia inteiro e pecar na janta. Tem a opção do hambúrguer mais simples, que é só pra apreciar a carne mesmo. Valeu o comentário!

      Talita

    • Carina 22 fevereiro, 2013 at 5:37 pm

      Renata, eu adoro o Santoíche, e vou te falar, opção magrinha acho meio impossivel, mas sabe que o pão tem até jeitinho de integral, e as batatinhas são de batata de verdade. Já ajuda vai ?!?! Hhauahauahaua. vai lá e se joga nesses combos que vale mto a pena. Bjo

  • Rodrigo Righetti 22 fevereiro, 2013 at 8:37 pm

    Eu já comi no Santoiche…
    Realmente o lanche deles é muito bom mesmo!!!! Agora estou tentando convencer a esposa a experimentar um lanche de lá.

  • Diego Menão 23 fevereiro, 2013 at 2:54 pm

    Ta!
    Ideia genial este blog. Parabéns!
    Além de bem estruturado, oferecer informações interesantes, me parece muito “gostoso”. rs….
    Beijão

    • baixagastronomialondrina 24 fevereiro, 2013 at 1:01 am

      É essa a ideia, Diego! Em breve vamos lançar mais material por aqui, fique de olho =DD E se souber de algum lugar interessante, avisa a gente! Valeu pelo comentário, abraços!

  • Thais Alcântara 13 março, 2013 at 2:45 pm

    Meu Deus isso é demais!! Quero um tipo agora kkkkkkkkkkkkk

  • Diego 25 março, 2013 at 8:10 am

    Apenas complementando o lanche é otimo uma pena que o lugar só fica aberto até as 20:30

  • Mario Olivio 27 março, 2013 at 12:19 am

    O hambúrguer é ótimo, carne no ponto e suculenta, mas a batata chama a atenção, seu corte rústico, crocante e macia deixa a do Mc Donald no chinelo. Peça o Big Burguer e fique sem almoçar dois dias.
    O lugar merecia outro ponto. Comer na hora do rush do almoço é um sacrifício e a praça de alimentação não é um dos locais mais atraentes.

  • Marcos 19 abril, 2013 at 8:50 pm

    Olá! Parabéns pelo site! Mto legal conhecer lugares diferentes pra comer em Londrina.
    Gostaria de compartilhar minhas 2 e únicas e desagradáveis experiências com esse Santoiche. Fui lá com mais 2 amigos num sábado, por volta das 15h20 e havia uma plaquinha escrita a mão dizendo que voltariam a atender às 16h. Decidimos esperar. Como chegava perto de 16h10 e ninguém havia aparecido ainda, resolvi chamar no balcão e quem me atendeu foi uma mulher muito grosseira que, resumindo, disse que ainda precisaria de mais 40 minutos pra preparar os ingredientes e que havia se esquecido de trocar a plaquinha.
    Como sempre dou uma segunda chance pros lugares onde me decepciono, resolvi voltar outro dia com um amigo, desta vez num sábado, às 20h50 e fui atendido por um rapaz mais grosseiro ainda que simplesmente disse que nao ia me atender porque já estavam fechando. Eu tentei argumentar, dizendo que ainda faltavam 10 minutos pras 21 e que na página deles no facebook dizia que o horário de atendimento no sábado era até as 22h. Não adiantou.
    Fui embora impressionado com a falta de vontade deles em atender às pessoas e decidi que nunca mais voltaria lá. Se é que um lugar como esse continue funcionando.
    Talvez seja preciso chegar num horário em que eles estejam A FIM de atender, porque nas minhas duas experiências foi apenas questão de não querer servir, não vejo outro impedimento.
    O Alpha Point, no Catuai, serve um hambúrguer de excelente qualidade, barato e tem um atendimento que eu vi em poucos lugares. Além desse há outros lugares que servem hambúrgueres mto bons na cidade.
    Só lembro desse Santoíche pra contar pros meu amigos as duas péssimas experiências que tive lá. Desrespeito e falta de consideração é pouco pro passei lá.

    • baixagastronomialondrina 22 abril, 2013 at 8:30 am

      Putz, Marcos. Que decepção, hein cara. As vezes que a gente foi lá, não tivemos problemas. Tanto a comida, quanto o atendimento foram ótimos. Mas é interessantes repassarmos essa questão pro dono do estabelecimento, afinal um bom lugar não se faz somente de boa comida. Atendimento de qualidade é fundamental :T
      E bem lembrado sobre o Alpha Point! Também amo o hambúrguer de lá e o preço é ótimo mesmo! Obrigada por compartilhar sua experiência com a gente!
      Um abraço,
      Tatiana

    • baixagastronomialondrina 23 abril, 2013 at 10:26 pm

      Boa noite, Marcos! Tudo certo? Agradecemos seu contato e disponibilidade pra compartilhar suas experiências. A intensão do blog é exatamente essa :)
      A gente entrou em contato com o pessoal do Santoíche para repassar a sua reclamação e verificar o que pode ter acontecido. Segue a resposta do proprietário, Felipe Surjus:

      “Trabalhamos duro aqui para tentar atender a todos, e continuar mantendo um padrão de qualidade, dentro dos princípios que seguimos de uma culinária livre de produtos congelados, conservantes e outros aditivos que são desnecessários ao nosso organismo.
      Aqui, tudo que sobra, no final do dia é dividido entre meus funcionários, oque garante que o pão, a carne e as verduras sejam fabricados e manipulados no dia em que os clientes consomem.
      Devido a isto e também devido ao valor de venda de nossos produtos, não posso admitir desperdício e portanto em alguns dias acaba faltando algo e se não consigo um produto similar ao que uso nas redondezas acabo por encerrar mais cedo. Como estamos dentro de um pequeno shopping temos que respeitar o horário de fechamento, e nos finais de semana(onde a demanda perto do horario das 20:00 é grande) é impossível continuar recebendo pedidos sabendo que os clientes não terão tempo para comer.
      Muitas pessoas insistem em querer que sejamos iguais a estas lanchonetes que servem produtos que são somente aquecidos, onde quem prepara tudo não tem conhecimento nenhum de culinária e sim recebe um treinamento para apertar botões.
      Não gostamos de fast food e prefiro ver meu negocio desfeito a servir porcaria para meus cliente. Ouvimos muito o elogio/reclamação de que nosso lanche “é muito bom mas demora demais” Será que é tão dificil perceber que uma coisa leva a outra… bem, vou ficar por aqui e peço que publique minha resposta se possível.
      Obrigado novamente e minhas sinceras congratulações pelo site, que vem mostrando lugares para se comer bem em Londrina e que fogem da afetação e badalaçao que por muitas vezes transformam bons restaurantes em lugares para ser visto.
      Agradecemos imensamente aos clientes que continuam nos prestigiando e entendem qual é nossa proposta.”
      Felipe Surjus, proprietário do Santoíche.

  • Eduardo 27 abril, 2013 at 10:18 pm

    O lanche e um espetaculo,mais em compensacao esperei 1 hora e 16 minutos .
    Todo bom lanche deve comecar com um bom atendimento e aqui nao encontrei.

    • baixagastronomialondrina 29 abril, 2013 at 8:25 am

      Bom dia, Eduardo! Outras pessoas também comentaram sobre isso e, entrando em contato com o pessoal do Santoíche, eles nos repassaram a seguinte resposta:

      “Trabalhamos duro aqui para tentar atender a todos, e continuar mantendo um padrão de qualidade, dentro dos princípios que seguimos de uma culinária livre de produtos congelados, conservantes e outros aditivos que são desnecessários ao nosso organismo.
      Aqui, tudo que sobra, no final do dia é dividido entre meus funcionários, oque garante que o pão, a carne e as verduras sejam fabricados e manipulados no dia em que os clientes consomem.
      Devido a isto e também devido ao valor de venda de nossos produtos, não posso admitir desperdício e portanto em alguns dias acaba faltando algo e se não consigo um produto similar ao que uso nas redondezas acabo por encerrar mais cedo. Como estamos dentro de um pequeno shopping temos que respeitar o horário de fechamento, e nos finais de semana(onde a demanda perto do horario das 20:00 é grande) é impossível continuar recebendo pedidos sabendo que os clientes não terão tempo para comer.
      Muitas pessoas insistem em querer que sejamos iguais a estas lanchonetes que servem produtos que são somente aquecidos, onde quem prepara tudo não tem conhecimento nenhum de culinária e sim recebe um treinamento para apertar botões.
      Não gostamos de fast food e prefiro ver meu negocio desfeito a servir porcaria para meus cliente. Ouvimos muito o elogio/reclamação de que nosso lanche “é muito bom mas demora demais” Será que é tão dificil perceber que uma coisa leva a outra… bem, vou ficar por aqui e peço que publique minha resposta se possível.
      Obrigado novamente e minhas sinceras congratulações pelo site, que vem mostrando lugares para se comer bem em Londrina e que fogem da afetação e badalaçao que por muitas vezes transformam bons restaurantes em lugares para ser visto.
      Agradecemos imensamente aos clientes que continuam nos prestigiando e entendem qual é nossa proposta.”
      Felipe Surjus, proprietário do Santoíche.

  • Marcos 29 abril, 2013 at 10:46 am

    Eu penso que, se um estabelecimento que não é capaz de atender a TODOS os seus clientes, não se proponha a manter-se funcionando. Encontre alternativas: mais funcionários, outros fornecedores, outro local… O cliente não paga para ser maltratado ou desrespeitado. Os argumentos do proprietário não convenceram. Produtos de qualidade é o MÍNIMO que um bom estabelecimento precisa oferecer. Enfim, o mercado está aí… Há muitas alternativas. Felizmente os fast-foods e as comidinhas de micro-ondas andam sendo desbancados na cidade. Isso é bom. O Anne Rocket’s da Maringá (perto da rotatória da Castelo branco) precisa aparecer por aqui. Um abração ;)

  • Bruna Gouveia 15 maio, 2013 at 9:11 pm

    Fui la depois de ler a matéria no blog. Realmente sensacional! Hambúrguer de verdade com pão ligeiramente tostado, cheddar e hambúrguer rosinha no ponto. Parabéns pelo blog. Da próxima vou comer o churros no matafome!

    • baixagastronomialondrina 17 maio, 2013 at 8:27 am

      Nossa, Bruna! Lendo seu comentário fiquei com vontade de comer aquele hambúrguer de novo e agora hahaaha! É bem isso, tudo no ponto! Obrigada pelo comentário e volte sempre por aqui =DD

      Tatiana

  • Dia do Hambúrguer: escolha onde comemorar! | Baixa Gastronomia Londrina 28 maio, 2013 at 2:44 pm

    […] Santoíche […]

  • Lucas Alves. 8 julho, 2013 at 4:01 pm

    Depois que descobri este local, simplesmente me tornei freguês rsrs no mínimo 1 vez por mês compareço lá para prestigiar os lanches.
    Não vou ser puxa-saco, realmente o atendimento não é aquele dos melhores e impecáveis, porém, em todas as vezes que fui, sempre fui tratado com respeito e cordialidade.
    Também tenho que concordar que realmente os lanches demoram um pouco para serem feitos, aparecer lá para comer numa sexta-feira na hora do almoço é praticamente impossível! Devido ao grande número de adolescentes por conta dos colégios que tem ali por perto, um lanche pode demorar praticamente 1 hora para chegar na mesa.
    Não sei exatamente quantos funcionários tem lá, pelo que já vi tem uma atendente, o rapaz que elabora os lanches, e algumas vezes vi outra moça atendendo as mesas.
    Talvez deviam pensar em um novo lugar, ou mais funcionários, porque realmente um lanche tão bom merecia uma localização com mais ”respeito”.
    Agora em respeito aos lanches, são FENOMENAIS!!!! sempre pego os combos (lanche + batata + coca de garrafinha 290ml) e até hoje o mais caro que paguei foi 17 reais eu acho, realmente muito barato para algo de tamanha qualidade!
    Fica a dica para o ”rancheiro”: dois hamburgers, bacon e ovo frito, muito bom!

    • Lucas Alves. 8 julho, 2013 at 4:07 pm

      Ah, esqueci de falar da doceria portuguesa que tem ao lado. Sim, eles são portugueses mesmo! O sotaque é hilário para quem não está acostumado haha. As fatias de bolo são generosas, deliciosas e custam apenas 3 reais! Para quem quiser algo português mesmo, os pastéizinhos de belém e de santa clara são muito bons e custam os mesmos 3 reais!

      • baixagastronomialondrina 8 julho, 2013 at 8:17 pm

        Hmmmmmmmmmmmmmm, um amigo me falou dessa doceria! Preciso ir lá conhecer, hein! Hoje em dia qualquer fatia de bolo custa uns R$5cão por aí :/

    • baixagastronomialondrina 8 julho, 2013 at 8:16 pm

      Falou tudo, Lucas! Tô achando que você daria um ótimo blogueiro de experiências gastronômicas, hein! Valeu pelo feedback :)

      • Lucas Alves. 8 julho, 2013 at 11:10 pm

        Pois é hahahaha, já pensei em entrar nessa de blog, não exatamente gastronômico, mas não deu muito certo. Como você me respondeu na outra postagem, realmente o tempo é o pior empecilho. Mas eu como um bom apreciador da culinária, sempre gosto de ajudar os outros com dicas e sugestões! Qualquer coisa, estamos aí!

        • baixagastronomialondrina 9 julho, 2013 at 5:15 pm

          Pô, que massa! Sempre que tiver uma dica conta pra gente, que a gente sempre segue! E viu, mesmo com o tempo corrido, vale a pena tentar. Dá trabalho, mas é realmente uma delícia escrever sobre o que gosta :D

  • helio 27 julho, 2013 at 8:16 pm

    Frustrante: fui no Santoíche influenciado pelas suas declarações; cheguei lá às 14h30m e tinha um bilhetin furreca, escrito com caneta Bic, dizendo pra volta às 17horas. Foda a frustração. Volto mais não!

  • Maria Paula 5 agosto, 2013 at 8:09 pm

    Depois de tanto ler sobre o santoíche aqui, e ele ter sido indicado ao prêmio bom gourmet da Gazeta do Povo acordei decidida a provar e verificar se realmente é tudo isso. Saí de casa por volta das 14:40 e fui andando até o shopping Quintino, já pensando que as calorias do sanduiche não seriam poucas, hahahaha, cheguei ao shopping por volta das 15:30 e quase chorei de raiva ao ver o papel escrito que só voltariam a atender as 17:00. Dei meia volta e durante o percurso a pé, que não é curto, vim pensando se compensaria voltar lá mais tarde (dessa vez de carro pelo amor de Deus) ou se eu iria ao MC e nunca mais pisaria no quintino de raiva. Pensei bem e vi que não custava eu esperar anoitecer e ir. Voltei lá pedi para viagem, porque acho muito triste comer sozinha, e vim embora. Comi meu lanche feliz da vida, e só posso dizer uma coisa, agora vai ser dificil eu comer outro, sempre vou comparar, porque além de ser delicioso, o preço é mais do que justo, por 8,50 eu não como um cheese salada daquele em lugar nenhum. Só não entendendo porque só abrir as 17. Fora isso não tenho o que reclamar, além de que só esperei 10 minutos, rapido e delicioso =D

  • Karine 6 outubro, 2013 at 2:56 pm

    A aparência do sanduíche e o sabor são muito bons. Só tem um ponto muito negativo, pelo menos para mim. Eu e meu marido fomos ontem almoçar lá e pedimos um X Egg e um X Frango. No hambúrguer vieram 3 pedaços de nervos enormes e no filé de frango um pedaço de cartilagem duro. Considero isso um desleixo, mas, para conseguir oferecer um preço baixo, não se pode esperar uma carne de 1ª qualidade. Sem comparações, carne de primeiríssima tem o MADERO e o sanduba simples custa R$13,90, um pouco mais caro, mas duvido que alguém ache um nervo por lá!

  • Part Time Employment London Ontario 22 outubro, 2013 at 6:33 am

    Part Time Employment London Ontario…

    […]Que santo o quê, o negócio é dos deuses! | Baixa Gastronomia Londrina Que santo o quê, o negócio é dos deuses! ||http://www.ez-on-web.com[…]…

  • Afonso 29 outubro, 2013 at 9:15 pm

    Passei pelas mesmas experiências desagradáveis que o Marcos.

    Fui num sábado, era 20:30 quando cheguei ao estabelecimento, ao tentar fazer meu pedido, um funcionário grosseiro me disse que não poderiam mais atender, pois já tinham encerrado os pedidos. Tentei argumentar que nunca comi o lanche e só fui por indicação daqui do Blog, mas mesmo assim não quiseram me atender.

    Eu estava com minha namorada, e prometi que nunca mais pisaria no local, afinal é um desrespeito, e uma burrice por parte do local, pois deveriam se esforçar mais para cativar clientes e não perdê-los, estavam prestes a ganhar 2 clientes caso a qualidade do lanche seja essa como todos dizem, mas preferiram não me atender pois havia muita demanda.

    Tudo bem, é uma opção do estabelecimento, ao invés de prestar um serviço diferenciado, dar uma atenção ao cliente, não, seguiram o protocolo a risca.

    Alguns meses depois, 4-5 meses, agora em Outubro, eu estava pelo Shopping com minha namorada novamente, e pensei “Que tal dar uma segunda chance ao estabelecimento?”, eis que fui até a praça de alimentação, havia uma plaquinha escrita em folha sulfite avisando que retornariam as 17hrs, dei mais uma volta ao shopping, retornei 17:15 e nem sinal de alguém atendendo! Comprovaram novamente a falta de respeito ao cliente e falta de compromisso por parte da empresa, o lanche pode ser ótimo, mas com essa falta de profissionalismo, não acredito que essa seja a melhor maneira de cativar clientes, não quero desmerecer o estabelecimento, pois todos gostam do lanche, apenas deixo aqui um alerta para que algumas medidas sejam tomadas, pois aconteceu com o Marcos, agora comigo, e deve ter ocorrido com várias outras pessoas que não vieram aqui relatar o ocorrido, e isso prejudica a imagem do local, espero que medidas sejam tomadas, pelo próprio bem da lanchonete.

  • valeria 8 fevereiro, 2014 at 9:10 pm

    Fui a feira do Shopping Quintino e lembrei das dicas de vcs sobre a Santoiche, estávamos em varias pessoas eu, marido e meus tres filhos, meu irmao cunhada e meus dois sobrinhos…chefamis as 20:40 fizemos os pedidos pagamos e so eu fiquei ali mais uns 5 minutis escolhendo..fui ai balcao e fui pedir..uma mulher grosseira (xara de stress total) ne dusse qye bao estaca nais servindo..so pra viagem. Ainda argumentei que estava com pessoal era um lanche simples..e a resposta foi um Nao secoooo. Me sentei ..falei com meu marido e ele foi falar com ela educadamente ..por qye todos iriam comer e si eu ia ficar sem ..ai pasmem ..eka disse assim: Nem o pedido de vcs eu deveria ter pego esta tarde.. Cancelamos o pedido pedimos o dinheiro de volta… jamais me verá la novamente. Não indico pra ninguém falta da senso comercial e despreparo para lidar com pessoas..#desculpeprontofalei#

  • Rafael 6 março, 2014 at 5:23 pm

    Talita, boa tarde, parabéns pelo blog.

    Conheço o Santoíche desde 2010/2011 e a despeito do que o pessoal informou acima, não conheço lanche melhor que o deles é simplesmente o melhor lanche que já comi. Todos os meus amigos que eu levei lá para experimentar se apaixonaram pelo lanche e ficaram clientes fiéis.

    Não sei o que ocorreu nas ocasiões acima, mas eu e meus amigos sempre fomos tratados cordialmente lá.

    Sobre o horário, centro da maioria das reclamações, gostaria de defender o Santoíche, pois já conversei com o proprietário sobre esse assunto. Ocorre que o Shopping que eles estão instalados é pequeno e tem horário rígido, ou seja, fecha exatamente às 21:00.

    Quando eu digo rígido é rígido mesmo, uma vez cheguei com os amigos para comer em um sábado, pedimos lanches +/- às 20:00, fomos bem atendidos, e o lanche demorou o habitual deles. Lá pelas 20:40 fomos pedir umas batatas para ficar jogando conversa fora e bebendo, mas eles informaram que a cozinha estava fechada e só estavam fazendo para viagem. Quando questionei o porque, ele me explicou que o shopping fechava as 21:00 e por isso não podiam mais pegar pedidos para comer lá.

    Bom, mesmo assim ficamos lá nas mesas batendo papo e as crianças acabando de comer, quando deu 21:00 o shopping fechou. Fechou e apagou todas as luzes, fecharam as porta e as poucas luzes que estavam acesas eram do Santoíche, quase todos as pessoas da praça de alimentação eram clientes deles que estavam acabando de comer, depois de uns 15 minutos os seguranças dos shopping começaram a fazer pressão para irmos embora, apagando o resto das luzes, fechando as portas e ficaram praticamente em pé próximos a nossa mesa olhando para que fossemos embora, o que acabamos fazendo.

    Assim, para os clientes que reclamaram sobre chegar as 20:50 e não ser atendido não é má vontade deles é simplesmente a regra do Shopping, pois não é igual ir no Catuaí que você chega às 21:45 faz pedido e a praça ainda está cheia ou quando você vai no H2O e mesmo com o shopping fechado o restaurante fica aberto até de madrugada.

    Deste modo, quem é fã do lanche deles, como eu, tem de se conscientizar que não adianta chegar as 20:30 e querer ser atendido e o lanche demora mesmo dependendo do movimento.

    Além disso, injustificadas as afirmações que falta estrutura para atender a todos e que 1 hora de espera é muito. Isso porque, eu já fiquei em pé 50 minutos no Mc’ Donalds do Catuaí em um sábado a noite para pedir 02 lanches para meus filhos e lá os lanches são prontos, ou seja, é só pegas os itens que já estão cozidos, fritos e assados e colocar no pão.

    Sempre que vamos lá fora do horário de pico o lanche sai em 15 ou 20 minutos, mas se deixar para ir lá quando está lotado, vai ter de esperar.

    Assim, desafio o pessoal que reclamou a voltar lá e experimentar o lanche, pois eu acho que depois de provar eles verão que vale a pena esperar para comer.

  • flavio 6 março, 2014 at 10:24 pm

    Eu aprovo o lanche, gostei levei mais 4 amigos que tbm aprovaram o mesmo.
    Acredito que o Felipe saberá analisar as criticas com sabedoria e que seus colaboradores entenderam o recado que eles necessitam de um pouco mais de treinamento profissional para o crescimento de ambas as partes.
    Tbm concordo que não gostei do atendimento.
    Melhorando o quesito atendimento o santoiche sera nota 10!

  • Rene Junior 19 maio, 2014 at 12:08 am

    Muito bom mesmo, recomendo… quando passo por aquele shop lá, geralmente como lá

  • Aloísio 2 julho, 2014 at 9:23 pm

    De tanto que ouvi falar desse hambúrguer decidi hoje saboreá-lo . ja pedi logo um combo do big burguem com bacon e cheddar, meu, que delícia, matou quem tava me matando, legal que tinha o molho de pimenta que eu mais gosto que é um tabasco habanero sauce, fora que a batatinha é demais, por ser caseira fiquei de cara quanto a sua crocância. nota 10.

  • Raquel Jorge Rodrigues 20 julho, 2014 at 10:08 pm

    Concordo com o Marcos também e acho que está faltando um pouco de aceitação. Todas as críticas colocadas aqui são CONSTRUTIVAS, ou seja, um toque pro estabelecimento melhorar apenas.
    Além do mau atendimento, é impressionante acabar por tantas vezes, tantos ingredientes. Acreditem, duas vezes acabou o pão e sem brincadeira, contadas CINCO vezes, acabou a cebola (eles tem um lanche com cebola temperada que é dos deuses) e foi frustrante demais ir por cinco vezes e não ter a tal da cebola o que me fez não voltar mais lá há quase um ano…

  • Priscila Simão 18 agosto, 2014 at 11:25 am

    Cada minuto de espera valeu a pena.
    Isso poque cheguei por volta das 19:00, depois disso lotou ainda mais a praça de alimentação e dai já viu.
    A paciência leva a degustação de um saboroso sanduba muito bem harmonizado em seus componentes.
    Suculento até a última mordida. Não tenho do que reclamar.
    E o molhinho? Nussaaa, delicia mesmo!!
    Com certeza voltarei pra reviver a experiência gastronômica.rssr

  • Diego Ernani 9 junho, 2015 at 10:10 am

    Frequento o Santoiche desde sua inauguração, e apesar de muitas alegrias (pedi minha namorada em namoro lá!), é inegável a queda da qualidade nos últimos mês, é triste ir até lá e NÃO se deparar mais com o pão delicioso e diferenciado, é triste não encontrar aquelas batatas rusticas, aquele bacon…

    Continuo indo lá as vezes, sempre na esperança de comer o velho e bom Santoiche, mas a muitos meses não tenho mais experiencias boas com o Santoiche.

    Não sei o que aconteceu, mas o Santoiche de hoje não é o mesmo da matéria postada aqui na data de 22 de Fevereiro de 2013, o preço subiu, a qualidade abaixou, e somente a lembrança ficou. (não ligo de pagar o preço de hoje com a qualidade e sabor de antes)

    Daria um rim para comer o mesmo santoiche da reportagem, de preferencia o Big Bacon no combo.

  • Jaqueline 13 agosto, 2015 at 8:28 pm

    Provei e amei.
    Mas a demora no atendimento é algo bem chato… Fui numa quarta e numa quinta feira e a espera foi de, no mínimo 45 minutos por um lanche… Judia viu!?

  • Segue a gente aê!

    Receba dicas de lugares para comer em Londrina!