Madê

Comida de herança e afeto

6 abril, 2016 por Caio César Malassise Luiz

Tag Jantar, , , , , , , , , , ,

Sempre que tem algum imóvel reformando nas redondezas da minha casa, a expectativa é sempre a mesma: tomara que venda comida! Geralmente minhas expectativas são frustradas e abre alguma loja de móveis e decorações. Quão grata foi minha surpresa conforme aquela esquina na João XXIII foi tomando forma até podermos ler a inscrição que diz: Madê – Cozinha de Herança.

Logo que abriu fomos conferir e para mim e para a Duda, Londrina nunca foi a mesma. Na primeira visita fomos de arroz negro com camarão e tagliatelle com abóbora e linguiça de cordeiro. Na seguinte, pappardelle com ragu de músculo e um macarrão com frango e ervilhas tortas. Desde então, sempre que retornamos ao Madê voltamos para casa contentes de ter desfrutado de algo especial, com sabor, qualidade, técnica e execução difíceis de se achar por essas bandas.

Eu gosto tanto de lá que quando apareceu uma vaga para trabalhar de bartender eu me candidatei e fiquei um breve período de tempo trabalhando por lá. De perto eu puder ver que não é à toa que a comida servida por lá seja tão incrível. Desde o menor dos detalhes até a chegada do prato à mesa tudo é pensado e executado com o maior capricho. A louça sempre polida, a chegada diária de ingredientes frescos, a apresentação dos pratos, o ambiente, a equipe, tudo mesmo que você consiga imaginar.

Mas vamos ao que interessa, que é compartilhar com vocês nossas últimas experiências na casa e as novidades que estão pintando por lá. Nós sempre fazemos questão de pedir o couvert, composto de torradas (saborosíssimas!), coalhada com dukka (um condimento de origem egípcia) e vegetal do dia (R$ 8). Só de provar o couvert você já faz uma ideia do que está por vir; sabores únicos e pratos que tocam o coração.

made_couvertE eu digo tocam o coração porque a Maysa consegue uma coisa que é realmente para poucos. Ela consegue na elaboração dos pratos pensar em sensações e sentimentos que são transmitidos quando o prato é degustado. Ao provarmos as lulinhas com aioli e chimichurri (R$ 34), uma ótima entrada que tem um frescor ímpar e combina demais com o aioli servido junto, a Duda logo se lembrou da praia.made_lulinhas_aiolimade_lulinhas_alhoAo comer o lombo de porco crocante com risotinho de limão (R$ 34) a Duda se lembrou da casa da vó, que é, aliás, exímia cozinheira. Esse prato é inacreditável. A crocância do empanado equilibra-se perfeitamente com um lombo de porco macio e suculento e o risoto que o acompanha te faz pensar em como algo tão simples pode ser tão bom.made_porco_crocantemade_porco_crocante_risoto_01O entrecôte com purê de batatas com alho assado e molho de tutano (R$ 52) é um caso à parte. O molho de tutano confere ao prato um sabor intenso e ao mesmo tempo elegante e o prato destoa e muito dos entediantes entrecôtes servidos por aí. O que vemos no Madê é o resultado de uma mente inquieta que procura sempre extrair o melhor dos seus ingredientes e suas possíveis combinações. Para quem não está familiarizado com o sabor especial do tutano está aí uma excelente oportunidade.made_entrecote_02As opções de massas são igualmente boas e incluem este penne com tirinhas de filé, tomate, bacon e manjericão (R$ 33); um prato com um toque especial e surpreendentemente saboroso.made_penne_manjericao

Madê por Menos

Ontem fomos conferir a novidade que vai acontecer todas as terças-feiras no local, o Madê por Menos, onde clássicos do cardápio podem ser consumidos a preços diferenciados. De entrada é possível escolher entre as coxinhas ou o steak tartare. As coxinhas (R$15 nas terças – preço normal é R$18) são super simpáticas e sempre as pedimos repetidamente.made_coxinhamade_coxinha_02

De tanto que pedimos as coxinhas, nunca tinha deixado um espaço para provar o steak tartare (R$ 26 nas terças – preço normal é R$ 32). É delicioso e os condimentos que acompanham o steak agregam sabor, sem que a carne deixe de estar em primeiro plano. Minha vontade após provar esta entrada era pedir steak tartare também como prato principal.made_steak_tartaremade_steak_tartare_02

Como pratos principais do menu Madê por menos estão disponíveis também dois pratos. O carbonara (custa R$ 33 nas terças – preço normal é R$ 40), cuja leitura do restaurante é interessante e resulta num prato super saboroso.made_carbonara

A outra opção é o nhoque dourado (R$ 39 nas terças – preço normal é R$ 46), o prato que faz a Duda suspirar toda vez que ela experimenta. Nas palavras dela: “Foi paixão à primeira garfada e tem sabores que eu nunca havia sentido antes. O nhoque em si é saboroso, macio e levemente tostado. O prato é composto por rúcula, presunto parma, sálvia, parmesão e as estrelas especiais: alcaparras fritas, crocantes, que fazem toda a diferença”.

made-01

esta foto é de uma porção reduzida :)

Como sugestão de sobremesa fica esse brigadeiro maravilhoso (R$11), que além da apresentação extremamente simpática acompanha um crocante de pipoca que combina demais com o tradicional doce.made_Brigadeiro_02

Além do Madê por Menos, todos os dias o restaurante terá programação especial. Segunda é dia de Special Madê, quarta de Cozinha Afetiva do Madê (o prato escolhido para esta temporada é o imperdível pappardelle ao ragú de músculo e de entrada, pão com linguiça artesanal e chimichurri), quinta de Madê Burger, sexta tem double de spritz e aos sábados o restaurante abre mais cedo, as 17h, com o Sunset Madê. Você pode conferir a programação aqui >> Facebook do Madê

Enfim, desde que o Madê abriu que nós queríamos fazer um post sobre o rango totalmente especial que é servido por lá. Já falamos sobre o burguer aqui, mas estava faltando um post com todas as comidas deliciosas que a Maysa cria e serve no restaurante. Nós defendemos a filosofia do preço justo e da experiência como um todo, portanto o Madê mais do que merece um lugar aqui. Temos que lembrar que um restaurante não se faz só de um cozinheiro, e que o pessoal tem custos com aluguel, equipe, ambiente, e que tudo isso está embutido dentro do preço que você paga pela sua comida. É a experiencia como um todo que conta, lembra? E a experiência de ir ao Madê é daquelas que realmente valem a pena. Vida longa ao Madê, um oásis em uma cidade que tanto carece deste tipo de iniciativa.

*as informações, promoções e preços descritos são válidos para a data das postagens e estão sujeitos a alterações*

Madê – Cozinha de Herança

Rua João XVIII, 650

Aberto de segunda a sábado, a partir das 19h

Reservas e informações: (43) 3028-1713

 

Caio César Malassise Luiz

Facebook | Instagram

Segue a gente aê!

Receba dicas de lugares para comer em Londrina!