Conheça os expositores da Vila Verde Catuaí

Evento reúne produtores locais, bistrôs, espaço para crianças, atividades e música ao vivo toda quarta-feira

30 agosto, 2017 por Duda e Tati

Tag Especiais, , , , , , , , ,

A Vila Verde começou no dia 16/08 e acontece até o dia 26/11, todas as quartas-feiras, das 17h às 22h, no Shopping Catuaí.

A feira reúne mais de 18 produtores locais vendendo frutas, verduras e legumes fresquinhos, quitutes deliciosos, artesanatos e também tem programação intensa, com música ao vivo, espaço para crianças e oficinas!

vila verde catuai_

Espaço para crianças na Vila Verde!

Espaço para crianças na Vila Verde!

Mais do que produtos incríveis, estes expositores têm histórias inspiradoras. É gente que bota a mão na massa, planta e colhe o que vende e coloca muito amor no que faz! Conheça mais sobre cada um:

Para fazer a Feira:

Akko Saladasvila verde catuai_-18O objetivo da Akko é facilitar o cotidiano das pessoas, oferecendo produtos frescos, saborosos e com praticidade. A história da marca começa em 2002 pela nutricionista Maria Helena Minako Kasuya, que trabalhou mais de 20 anos no Japão em fábricas de alimentos. Hoje a empresa trabalha com a venda de saladas Gama IV (minimamente processadas), sucos prensados a frio e caldos, todos prontos para consumo.

Chácara São Josévila verde catuai_-43Na Chácara São José as hortaliças e frutas são cultivadas segundo os princípios agroecológicos da agricultura orgânica. Localizada no distrito de Guaravera, a propriedade oferece: ervilha-torta, ervilha-de-grão, vagem, tomatinhos, tomate, abobrinha, brócolis, couve, couve-flor, repolho, mostarda e morango. Daiane Vetter, produtora rural da Chácara, conta que tudo começou pela busca da própria família de consumir alimentos orgânicos, ter uma vida mais saudável e com consciência ambiental. “Desde então os alimentos orgânicos passaram a ser parte integral da nossa vida”, diz.  

Horta Chácara Santo Antôniovila verde catuai_-39A Horta Chácara Santo Antônio surgiu da vontade de seus produtores de oferecer alimentos mais saudáveis e acessíveis ao consumidor. De acordo com Roberta Oliveira de Mello, sócia e responsável pelas vendas, a Vila Verde é a oportunidade do produtor se aproximar do consumidor, e incentivar uma vida mais saudável de um jeito prático e viável. “É um segmento muito gratificante para se trabalhar”, diz Roberta. A Horta aposta na conexão “horta/residência”, com 90% dos pedidos feitos via Whatsapp, entregues no dia seguinte pela manhã.

Horta Fazenda São VirgílioaDSC_2658O Gustavo e a Leidiane começaram a produzir suas hortaliças, verduras e frutas após passar uma temporada nos Estados Unidos. Voltaram para cá com a vontade de fazer algo diferente e oferecer bons produtos para o público em geral. “O nosso primeiro plantio foi no dia 1º de janeiro de 2017! Apesar de recente, já estamos com uma boa variedade de produtos. O cutivo é feito em estufa, com água de mina”, explica Gustavo Saldanha. A Horta fica dentro da Fazenda São Virgílio, em Tamarana. // Foto: Roberto Francisco.

Jardim Agroflorestal

Jardim Agroflorestal e Sítio in natura dividem o mesmo stand ;)

Jardim Agroflorestal e Sítio In-Natura dividem o mesmo stand ;)

Todos os legumes, hortaliças, folhas e frutas do Jardim Agroflorestal são cultivados pelo casal Antonio e Michelle. Ambos agrônomos, após um período trabalhando fora de Londrina, retornaram e criaram uma verdadeira “floresta de alimentos” em uma área arrendada na região do Limoeiro. “Na plantação agroflorestal conseguimos reproduzir as relações da natureza em nosso canteiro, isso permite uma produção 100% orgânica”, explicou. O Jardim Agroflorestal tem certificação orgânica.

Sítio In-Natura

A história do Rudá com agricultura começou ainda quando era criança. “No começo dos anos 90 meus pais tinham uma estufa onde produziam orgânicos, não tinham a certificação e isso sempre foi um grande sonho para eles”, contou. Após se formar em biologia, Rudá trabalhou com restauração do meio ambiente, e há apenas dois meses, resolveu retomar os sonhos de seus pais e recriar o Sítio in Natura. “Trabalhamos em um pequeno espaço, com a produção no modelo agroflorestal, fazendo bem para o meio ambiente, para o produtor e para o consumidor também”, contou.

SK e T Cogumelos Comestíveisvila verde catuai_-33Samuel Koji Takahashi, produtor de Shiitakes, traz para a Vila Verde hortaliças e cogumelos que levam consigo uma história de mais de vinte anos. O seu pai cultivava hortaliças em geral e em 1996 ele fez o seu primeiro cultivo de Shiitake. De lá pra cá foi introduzindo novas culturas, como o shimeji e o enyngui, e hoje já tem um público fiel que valoriza a qualidade de sua produção.

Quitutes, temperos e mais delícias saudáveis:

Estância Baobávila verde catuai_-58Presentes na Vila Verde Catuaí, os produtos agroecológicos da Estância Baobá são livres de pesticidas, herbicidas, hormônios ou antibióticos. “Todos são elaborados com matéria-prima obtida dentro da Estância, sempre pensando no bem estar animal, num futuro sustentável e na nossa saúde”, diz Livia Trevisan, que resolveu viver na estância em Jaguapitã, ao lado do marido Samuel Cambefort,  em busca de mais qualidade de vida. Entre as delícias que o casal traz estão os doces de leite com fava cumaru, com flor de sal e os queijos temperos com especiarias, e ervas-finas.

Comidaria Green

Comidaria Green e Green 4 Food dividem o stand ;)

Comidaria Green e Green 4 Food dividem o stand ;)

Inaugurado em outubro de 2015, o Comidaria Green é um restaurante por quilo que oferece opções balanceadas de dietas veganas, vegetarianas, crudívoras e carnívoras. A casa foi fundada por Tutty Fujarra, graduada em Direito e Educação Física, mas apaixonada pela culinária. “As comidas são preparadas de forma caseiríssima, com muito carinho e ingredientes fresquinhos, procurando sempre pelos produtos livres de agrotóxicos”, afirma Tutty.

Chão Comum

vila verde catuai_-16

Conhecida por seus produtos naturais e de alta qualidade e sabor, o Chão Comum envolve uma comunidade com cerca de 80 integrantes em uma chácara na região leste de Londrina. Para a feira, eles trazem seus temperos naturais, ervas para chás, molho pesto, hortaliças, sucos, sanduíches, bolos e brownies. “Nós vendemos somente o que consumimos em nossa comunidade: alimentos integrais, ricos em nutrientes e completos”, explica Guidon, um dos moradores do Chão Comum.

Forno

Pricila e Marisa (da Marisa). Além dos pães da Forno, a Marisa também vende seus patês deliciosos.

Pricila e Marisa (da Marisa). Além dos pães da Forno, a Marisa também vende seus patês deliciosos.

Buscando melhorar os hábitos alimentares, Pricila Cantú, fundadora e padeira da Forno, decidiu estudar o processo de produção de pães, seus ingredientes e métodos. “Eu estava em um ano sabático e pretendia voltar ao trabalho somente em julho deste ano, mas me apaixonei tanto que montei a empresa seis meses antes, em março de 2017”, disse Pricila. A Forno trabalha com a produção de pães artesanais, com receitas caseiras de fermentação natural.

Green 4 Foodvila verde catuai_-7A granola fresca, crocante e sem conservantes de Thamar Gomes está presente na Vila Verde Catuaí em três versões: tradicional, cacau com avelã e mel com cranberry. Ela mesma produz a maravilhosa mistura de grãos e castanhas, que é encontrado em restaurantes locais de produtos naturais, uma tradição familiar já de muitos anos que agora chega ao mercado. A Green4Food entrega o produto em domicílio duas vezes por semana, atendendo pedidos feitos por telefone.

Le Gusta Temperosvila verde catuai_-24Temperos feitos com especiarias naturais, em grande variedade de opções e muito sabor. Esse é o “cardápio” que o Le Gusta Temperos, de Adélcio e Fernanda Rosa, leva à feira do Catuaí. Tudo começou quando o Adélcio percebeu que os temperos de sua sogra, Lilía, faziam o maior sucesso com a família e amigos. “ Ao invés de passar a receita, minha sogra distribuía “potinhos” de tempero para quem pedisse! O sucesso era tanto que começamos a vendê-los. Até hoje criamos receitas em parcerias e todos ajudam na produção” , contou Adélcio.

Marabúvila verde catuai_-22A Pousada Marabu tem sua origem na história do casal de pioneiros suíços Arnold e Alice Rechsteiner que chegaram ao Brasil em 1937 e se especializaram em plantar frutas e verduras. Logo, Alice começou a fazer compotas, geléias e patês com a abundância que a nova terra produzia. Os pioneiros deixaram as receitas para seus familiares, que mantêm a tradição. “Nossa produção é sempre sob o conceito sustentável, de respeito ao meio ambiente, meu avô (Arnold) já era vegano) e levamos todo este conceito em nosso produtos”, afirma Adrian Saegesser, neto do casal, que traz suas geleias, patês e salgados veganos para a Vila Verde.

Parr Kitchenvila verde catuai_-26A história da Parr Kitchen começou com duas amigas cansadas da busca sem sucesso por produtos 100% naturais e saborosos. Elas resolveram então desenvolver elas mesmas receitas de snacks deliciosos e realmente saudáveis. São produtos sem glúten, livres de aditivos químicos, conservantes, aromatizantes, soja, açúcar de cana e refinados. Entre eles estão Granolas, Cookies, bolos e outros quitutes que além de deliciosos, tem propriedades fazem bem para a saúde. De acordo a sócia-proprietária Fernanda Boechat, a Parr Kitchen tem como objetivo comprovar que ‘alimentos de verdade’ são feitos com ‘ingredientes de verdade’. “Nada de usar ingredientes que nossa avó jamais teve em sua geladeira”, diz, resumindo a filosofia da marca.

Vida Frutêvila verde catuai_-8As saladas de frutas da Vida Frutê estarão na Vila Verde para adoçar o paladar dos consumidores de um jeito saudável, já que é feita sem adição de açúcar! O Vida Frutê nasceu da vontade da proprietária Mariana Lopes Brandão de trabalhar com algo que a possibilitasse passar mais tempo com o filho pequeno. “Tirei 30 dias de férias para ficar com meu filho e foi neste período que surgiu a ideia do Vida Frutê”, contou.

Artesanatos

Barro Bluevila verde catuai_-57A Barro Blue nasceu em novembro de 2014, e desde então vem produzindo, artesanalmente, difusores pessoais para óleos essenciais. Trata-se de um instrumento para aplicar a “aromaterapia” no cotidiano, uma vez que o pingente é projetado para receber uma pequena bola de algodão embebido de duas gotas de óleo essencial. O difusor, pendurado ao pescoço, é ativado pelo calor do corpo. Para Gisele Almeida, artista plástica da marca, o objetivo da Barro Blue é chamar a atenção do público para terapias complementares que podem, comprovadamente, causar bem-estar físico, mental e emocional.

Magnolia Arquitetura Floralvila verde catuai_-31Criada em 2015 por Gabriella Martins, a Magnolia Arquitetura Floral tem como meta florir com estilo qualquer lugar “onde habitem pessoas felizes”, diz a empresária. “Paisagismo, encomendas, projetos especiais, workshops, cenários, noivas, festas e caixas floridas: vale de tudo para colocar a primavera na casa e na vida!”, ela diz. O destaque é a assinatura de flores, plano em que o assinante recebe toda semana um arranjo de flores elaborado especialmente para o seu lar. De acordo com a florista, a marca vem para mudar o conceito que as pessoas têm com as flores e criar um laço com elas.

Ukalaa Trabalhos Manuaisvila verde catuai_-46A Ukalaa busca levar a arte para o dia a dia das pessoas por meio de produtos diversos feitos à mão. Desde 2007 a marca reúne materiais de regiões do Brasil e da América Latina para criar trabalhos únicos como acessórios com pedras naturais, costurados e bordados com pontos de macramê, arranjos e decorações para casa e instrumentos musicais. A criadora da marca, Juliane Vetter, afirma que a Ukalaa une o respeito à vida e a otimização dos elementos da natureza, exercendo assim a inteligência do ser humano. “Trabalhando e pesquisando em diferentes regiões latinas, tive a oportunidade de conhecer muitas comunidades tradicionais, e assim aprender a cultura popular e os saberes de seus mestres, aplicando esse conhecimento aos trabalhos Ukalaa”, diz Juliane.

Ateliê Regina Mintovila verde catuai_-53A arte de “desenhar” com pequenos pedaços de vidro, cerâmica, mármore, papéis e outros materiais é a especialidade da artista plástica Regina Elena Minto, que é também arquiteta e arteterapeuta. Professora da técnica, ela ensina os alunos a aproveitarem de modo terapêutico os efeitos da arte, trazendo à tona conteúdos internos através das técnicas expressivas. “Isso proporciona ao indivíduo uma forma não verbal de contato com sentimentos e emoções”, explica. Na feira ela está oferecendo peças de mosaico, vasos, bandejas, porta-chaves, quadros e outros trabalhos.

VILA VERDE CATUAÍ

Todas as quartas, das 17h às 22h

Shopping Catuaí – Em frente a entrada principal (estacionamento)

Entrada gratuita

Duda e Tati

Facebook | Instagram

Segue a gente aê!

Receba dicas de lugares para comer em Londrina!